CUIDADOR DE IDOSOS EM CASA E OS CUIDADOS COM A MEDICAÇÃO DE IDOSOS

Com o passar dos anos nosso corpo envelhece e, durante este processo, é comum o surgimento de algumas doenças crônicas que exigem tratamento com uma ou mais medicações. Além disso, em muitos casos se faz necessário um cuidador de idosos para oferecer cuidado e auxílio ao idoso em casa em função da perda de independência funcional.

Dentre as rotinas de cuidado com o idoso em casa, o profissional cuidador de idosos tem a responsabilidade cuidar da integralidade do idoso, o que inclui os cuidados com alimentação, higiene, entretenimento, lazer, acompanhamento em consultas médicas, exames e internações. Outra responsabilidade do cuidador de idosos que é fundamental para a manutenção da saúde do idoso é o gerenciamento das medicações.

O profissional cuidador deve estar atento e comprometido com o cuidado, pois a utilização criteriosa e cautelosa dos medicamentos, sua correta utilização – dose, tipo e intervalos – e a orientação adequada das pessoas idosas e seus familiares, são alguns dos elementos essenciais na manutenção da qualidade de vida do idoso.

Separação de Medicação

As alternativas para gerenciar essa situação são muito particulares. No entanto é comum que algumas famílias se sintam mais seguras com o gerenciamento das medicações, deixando ao cuidador apenas a responsabilidade de administrar em dia e horário correto os medicamentos. E para que a família tenha controle sobre as medicações do idoso recorrem a opções como a separação dos medicamentos por dias e horários. Mas de acordo com especialistas, a separação prévia do medicamento não é recomendada, pois ao retirar o produto do blister (espécie de cápsula que acomoda o medicamento na cartela) pode haver alteração em sua composição pela exposição ao meio ambiente. Por vezes, dependendo do tempo que fica fora do blister, o medicamento pode perder praticamente toda sua forma farmacêutica original.

Outro fato é que, ao entrar em contato com outros comprimidos ou cápsulas, o medicamento pode absorver substâncias dos demais, alterando ainda seu efeito no organismo do idoso.

Também podemos nos deparar com medicações separadas para uma semana ou um mês, mas que ao longo deste período pode ser suspensa ou alterada sua dosagem. Neste caso, como o profissional cuidador vai identificar o comprimido ou cápsula para retirá-lo do “coquetel”?

Por estes motivos não é recomendada a separação das medicações por familiares ou cuidadores que não irão administrar aquele medicamento.

Embalagens

Especialistas recomendam manter o medicamento em sua embalagem original, destacando cada unidade no momento de sua administração. Desta forma, fica sempre visível o nome farmacêutico, a composição, a bula e validade da medicação.

Com estas medidas simples é possível garantir o uso criterioso dos medicamentos, minimizando os riscos de administração incorreta de medicações ou de medicamentos vencidos.

Armazenamento

As caixas de medicamentos devem ser guardadas em local seco e arejado, exceto aqueles medicamentos que requerem refrigeração, de forma organizada e acessível ao profissional cuidador.

Caso o idoso não disponha de um ou mais cuidadores em tempo integral (24 horas), pode-se pensar numa alternativa para não deixar os medicamentos em local tão acessível, a fim de evitar a automedicação, pois este hábito comum em idosos pode ser prejudicial à saúde.

Automedicação

A automedicação é um hábito comum e incorreto entre todos, pois é quando fazemos uso de qualquer medicação por conta própria ou por indicação de pessoas não habilitadas para o tratamento de sintomas identificados pelo usuário, sem a prévia avaliação de um médico.

No caso de idosos a automedicação se torna ainda mais complexa em função da idade avançada e o quadro de saúde da pessoa idosa. Este ato pode inúmeras consequências à saúde do idoso, como reações alérgicas, dependência e até mesmo a morte.

Além disso, a automedicação ainda pode mascarar sintomas de uma doença grave, fazendo com que o idoso se acomode e não procure ajuda de um profissional para investigar os sintomas.

Interações Medicamentosas

As interações medicamentosas são causas especiais de reações adversas  em que os efeitos farmacológicos de um medicamento podem ser alterados por outro(s), quando administrados concomitantemente.

A co-administração de um agente farmacológico pode interferir no perfil farmacocinético do outro e alterar a absorção, competir por sítios de ligação nas proteínas plasmáticas, modificar o metabolismo pela indução ou inibição enzimática ou ainda alterar a taxa de eliminação.

A interação medicamentosa é um fator que afeta o resultado terapêutico, e que muitas vezes pode ser prevenida com reajuste de dose, intervalo de 1-2h entre as administrações dos medicamentos e a monitorização cuidadosa da pessoa idosa. É bastante frequente a prescrição de medicamentos com a finalidade de corrigir efeitos colaterais provenientes de outros agentes administrados anteriormente, que podem levar a uma cadeia de reações indesejáveis, a chamada cascata iatrogênica.

O diagnóstico das complicações medicamentosas é bastante difícil, pois, os sintomas são, às vezes, inespecíficos. Na dúvida, a melhor conduta é a suspensão do medicamento.

Como garantir o correto uso das medicações por idosos

Como pudemos ver, o controle, gerenciamento, separação e administração dos medicamentos para com os idosos não é uma tarefa simples e requer uma série de cuidados. Por isso é fundamental que o idoso tenha um cuidador em casa para garantir o cuidado com sua integralidade.

Ao contratar um cuidador de idoso, você precisa ter certeza de sua formação e qualificação profissional para garantir o melhor cuidado para seu familiar. Mas esta também não é uma tarefa simples, pois requer tempo, disposição e conhecimento para realizar os processos de recrutamento, seleção, gerenciamento do profissional, pagamentos de salário e encargos sociais e muitas outras rotinas burocráticas pertinentes da relação empregador-empregado.

É por este motivo que a Personale Cuidador atua há 23 anos na contratação, gestão e monitoramento de equipes multidisciplinares em saúde, com foco no cuidado ao idoso em casa. Se  você precisa de um profissional cuidador de idoso para seu familiar, mas não dispõe do tempo para gerenciar o processo de contratação, pagamento e monitoramento deste profissional, conte com nossa equipe de especialistas em atendimento domiciliar para garantir a qualidade de vida e o bem estar de seu familiar idoso, além de tranquilidade e segurança para você e sua família.

Para saber mais entre em contato através de nossos canais:

Central Telefônica
Plantão Administrativo 24 horas
E-mail - contato@personalecuidador.com.br